Cuidado com a Projeção!

Muitos casais estão convivendo 24 horas por dia durante essa quarenta. Há quem lide muito bem e há quem já está ficando louco com seu cônjuge.
Faz tempo que eu tento não ser uma pessoa que julga como outras pessoas devam se portar, pq tem muitas coisas que são preferências individuais e não um certo ou errado.
Por isso, esse post não é para apontar dedo em nenhum dos lados, é mais para uma reflexão individual (vou deixar você marcar seu casalzim aqui, mas só se tiver disposta a antes de querer exigir algo do outro, você se reavalie primeiro!).
É tão comum, nessa era da tecnologia nós projetarmos expectativas nas outras pessoas e também sermos influenciador por aquelas projeções que fazem sobre nós.
Um exemplo disso, esse vídeo que acabei de postar! Tenho certeza que se não viesse textão por aqui, muitos avaliariam somente pela imagem que eu quis passar! E fazemos muito isso por aqui… projeção!
Essa projeção é perigosa muitas vezes. Eu já me vi olhando para o meu relacionamento com algumas expectativas que criei por conta de olhar para outros casais e querer que aquilo acontecesse com o meu relacionamento. Isso muitas vezes causa cobrança, frustração e ingratidão! Porque enquanto nos comparamos, deixamos de ver as diversas coisas boas que estão acontecendo, os detalhes que tornam seu marido SEU e de mais ninguém (e para os homens que vão ler depois das suas mulheres te marcarem hahaha vocês já pararam para admirar a sua esposa/namorada/noiva hoje? O que a torna especial pra você? O que ela faz que é só pra você e mais ninguém?). No meio da nossa comparação com outras projeções, de outros casais, famílias, pessoas, nos perdemos… Deixamos de valorizar o que TEMOS!
Nesse processo de criação da Série Manu, é óbvio, é um livro de romance, mas tento oferecer aspectos bem reais, para que as leitoras, desde cedo saibam identificar que a vida real, ela é literalmente REAL… que redundante! Mas é! A vida é cheia de altos e baixos, as coisas não saem sempre como planejamos, a gente se frustra e se surpreende e essa é a beleza da vida, o processo, não necessariamente o final!

Quando vemos um casal de velhinhos andando de mãos dadas depois de seus 60 anos de casados, podem ter certeza que o que fez os dois chegarem até ali sem desgrudar um do outro foi o que eles aprenderam a construir e enxergar durante o processo. Esse processo a gente não expõe na internet porque muitas vezes ele machuca, nos tira da zona de conforto e nos faz sermos pessoas melhores!
Por isso, cuidem com a projeção que outros casais, famílias e pessoas causam em você! Com certeza o processo deles, apesar de diferente, também é cheio de desafios! Depois, VALORIZE… se esforce para que a pessoa que você ama, saiba que é amada por você! Olhe diferente, sorria feito bobo, elogie, beije, abrace e deixe o seu cônjuge saber que ele/ela é a pessoa mais importante da sua vida!

Bjinhos!
Ju.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s