Último Post de 2016

Último dia de 2016… UFA! Quem diria certamente que chegaríamos aqui depois de tudo que aconteceu, não só comigo, com minha família mas com o mundo.

Hoje parei para pensar e queria (ainda quero rs) fazer uma listinha das coisas que aconteceram, das boas até as difíceis, mas uma coisa que percebi é que sem as dificuldades muitas benção eu não poderia contar, porque em função delas pude ver a boa mão de Deus sobre nós.

Muitas vezes enxergamos as dificuldades momentâneas com olhos terrenos sem lembrar que há um Deus soberano cuidando de cada detalhe das nossas vidas. Então nesse último dia do ano quero louvar a Deus pelas dificuldades, através delas meu coração se achegou tantas vezes a Deus, seja por lágrimas ou súplicas, por elas eu e meu marido fomos mais dependentes de Deus, por elas vimos Deus onde talvez não veríamos, por conta dos gastos com nossas saúdes vimos Deus suprir TODAS, novamente repito TODAS as nossas dificuldades.

Que em 2017 você não peça a Deus para cumprir sua listinha de desejos, mas que você esteja disposta a viver todos os planos que Ele tem, mesmo que seja totalmente diferente daquilo que você sonhou ou planejou… os planos de Deus são melhores!

Cristãos, não desencorajem o casamento!

no-marriage

Que casal de noivos nunca ouviu… “você vai casar? Mas tão nova, aproveita mais a vida!” ou “calma terão muito tempo para ficar juntos”, “pensa bem porque não tem volta hein, se eu pudesse voltar no tempo!”, “Vixe, boa sorte!”. Talvez você não ouviu algumas dessas expressões mas já foi tremendamente desencorajada a casar, a pior coisa é que muitas vezes esses desencorajamentos partem de casais cristãos.
Você me pergunta… “por quê você acha que casal cristão não passa sufoco?” Sim! Eu sei que passa, mas vocês mais do que qualquer casal deveriam estar encorajando o casamento, a família que desde o princípio foi plano de Deus.

Escuta, estou prestes a “subir ao altar” e entregar meu coração para o homem que escolhi amar, eu não estou casando enganada. Sei que não serão mares de rosas para sempre, mas estou casando para passar junto com ele as tempestades da vida, sei que não concordaremos em tudo (isso já não acontece), mas estou casando para aprender a dividir uma nova visão da vida, vamos nos chatear as vezes ou muitas vezes? Sim! Mas isso é amar, decidir ficar juntos mesmo diante de todas as dificuldades, isso é parte do casamento que nos faz sermos cada vez mais parecidos com Cristo!

Não quero chegar a 15, 25 ou 50 anos de casada e desencorajar aos novos casais, lhes dizer que essa não é a melhor escolha, eu quero que mesmo diante das dificuldades do casamento eu possa chegar lá na frente e dizer “casem-se!”. “se é realmente a pessoa  que ama a Cristo e vai amar você, que vai se comprometer com Deus e com a sua família, case sim!”.
Claro que guardo muitas ressalvas do porquê um casal não deveria se casar, talvez idade, planejamento financeiro, vida de pecado, falhas de caráter no cônjuge, entre muitos outros motivos, isso tudo está na balança da decisão, mas aqui refiro-me a casais que tem todas essas questões muito bem resolvidas com Deus, seus pais e líderes e mesmo assim são desencorajados.

Por isso casais cristãos que já experimentam esse plano de Deus para suas vidas, por favor, parem de desencorajar… tudo bem mostrar a realidade como ela é, está certo! Porque afinal devemos entrar no casamento sabendo racionalmente com o que vamos lidar. Mas encoraje, diga que vai ser difícil mas que foi uma das melhores decisões da sua vida, que há momentos tão alegres e que você tem alguém que te ama profundamente mesmo conhecendo tudo sobre você. Diga que as diferenças um do outro estão ajudando a moldar o seu caráter para que você se conforme a imagem de Cristo, então significa que o plano está acontecendo perfeitamente, não como a Disney conta mas como o Senhor planejou… transformar seu coração e torná-la cada vez mais perfeita em Cristo!

Por favor casais, vocês que já conhecem o outro lado, nos ajudem! Sejam exemplos para nós, de que em um mundo onde valores cristãos estão totalmente desacreditados, mesmo assim é possível ter uma família que espelhe e espalhe a glória de Deus, não perfeitamente e nem sem falhas, mas que lutam para isso! Que buscam a graça e o amor de Deus para permanecer em seus casamentos com um amor cada vez mais profundo um pelo outro.

Graças a Deus tive uma referência maravilhosa de casamento dentro de casa, através dos meus pais, e também de ouvir exemplos de casais que encorajam e dizem o quanto é bom estar casados. Eu também quero ser uma dessas pessoas que encorajam os jovens casais a se engajarem nessa jornada cheia de altos e baixos, mas cheia de dependência de Cristo para viver a cada dia amando aquela escolha que um dia você fez no altar!

De uma futura esposa…

 

MEU AMIGO SECRETO

Não advogando no caso da PL do Aborto e muito menos concordando com um governante desrespeitado como Eduardo Cunha, mas a todas as cristãs que estão participando da hashtag ‪#‎meuamigosecreto‬ sei que muitas estão se posicionando para chamar atenção as situações machistas que muitas mulheres enfrentam! Porém, entendam, esse movimento começou com mulheres que estão lutando CONTRA a PL que protege a vida de um bebê, mulheres a favor do aborto! Uma das ativistas presentes no protesto responde em liberdade na justiça por fazer parte de grupos violentos nos protestos.
Sei que o mundo não é perfeito e devemos lutar para que haja a igualdade de amor e oportunidade para todas as criaturas de Deus, cada uma nos papéis que o Senhor nos criou para representarmos, mas as vezes nos engajamos em lutas que não fazemos ideia das pessoas que estão por trás, nem a que causa estamos apoiando com negligência! Sejamos sábias mulheres cristãs!

Cicatrizes | Por Raquel Oliveira

“Sinto-me tão culpada por não ter entrado pura no meu matrimônio. A comparação entre meu marido e aqueles homens a quem entreguei meu coração não param em minha mente, o amor antes para mim fora apenas algo que satisfazia a minha carência e os meus desejos. Hoje o que é para ser a expressão suprema de companheirismo e intimidade entre um homem e uma mulher para mim parece que não tem mais significado”.

Você falaria isso nos seus primeiros meses de casamento? Como alguém pode estar tão confuso nos primeiros meses da sua relação conjugal?

Muitas pessoas estão sofrendo em seu matrimonio hoje porque conservaram uma vida de imoralidade no período que estavam solteiros, pessoas que se deixaram guiar por paixões mundanas. Podemos pensar que aquilo que vivemos na juventude não afeta o nosso casamento no futuro, mas isto é utopia, pois as cicatrizes e consequências da imoralidade vão nos acompanhar por toda a vida.

Ter vários relacionamentos rápidos com o sexo oposto em que a pessoa se entrega emocional e fisicamente para outra pessoa tem tomado uma esfera precoce em nossos dias. E encontrar um jovem ainda virgem se tornou algo muito raro, pois aqueles que decidem preservar-se para o casamento são excluídos e desprezados pela sociedade. Assim observamos que um relacionamento entre um homem e uma mulher facilmente é controlado pela paixão e desejos e terminando esses sentimentos o relacionamento se desmancha facilmente. No entanto, devemos perceber que a filosofia do mundo moderno apregoando os prazeres pessoais e o preenchimento da carência emocional é totalmente diferente daquilo que Deus planejou e que de fato é benevolente ao homem.

Deus leva muito a sério o casamento, pois foi Ele quem arquitetou perfeitamente cada elemento do matrimonio, sendo um desses a intimidade física de duas pessoas. Ela deve acontecer apenas depois do casamento pois foi o próprio Deus quem ordenou que “deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão uma só carne.” Gn 2.24. Quando temos relacionamentos íntimos, emocionais e físicos com pessoas antes do casamento estamos rejeitando o plano perfeito do criador e pecando contra Ele.

Por causa da importância que Deus trata o casamento, Ele sempre nos adverte a fugir da prostituição (1 Ts 4.2; 1 Co 6.18) e sermos pessoas santas, pois quem rejeita a santidade rejeita a Deus (1Ts 4:8) e sofrerá suas consequências.

A imoralidade machuca nossos corações, nossos sentimentos e a nossa intimidade com Deus. Criamos então, cicatrizes que são levadas para o relacionamento conjugal e geram rachaduras no desenvolvimento interpessoal, pois sabemos que cada pessoa leva bagagens de sua vida passada para o casamento. É nesse momento que precisamos saber que a graça de Deus, encontrada no sacrifício de Jesus (que nos liberta dos nossos pecados e nos dá oportunidade para mudar) age mais uma vez renovando nossas mentes e tratando nossas cicatrizes.

Jovem, hoje você tem oportunidade de pedir perdão a Deus pelas vezes que você rejeitou o plano dEle para o casamento e buscar a santidade, buscar a Cristo. Para isso você precisará lutar contra a sua mente (Fp 4.8). É importante procurar alguém que seja comprometido com Deus e possa te ajudar a fazer a vontade dEle prestando contas a essa pessoa, fuja de todos os tipos de imoralidade como pornografia, masturbação, relacionamento com várias pessoas, sexo antes do casamento, pensamentos impuros (1 Co 6.18-20) e procure textos bíblicos que te ajude a vencer esses pecados (1 Co 6.18-20). Sempre combata seus pecados com a verdade de Deus.

É claro que Deus deseja que tenhamos uma história de amor, mas isso deve acontecer no tempo certo e dentro da Sua vontade. Um romance e casamento planejados em Deus é a melhor escolha que você pode fazer, não desperdice o seu tempo, coração e vida, com aquilo que você sabe que não é a vontade de Deus.

Só em Deus encontraremos satisfação e alegria completa e uma vida livre de machucados e cicatrizes, como diz em Salmos 16.11: Tu me farás conhecer a vereda da vida, a alegria plena da tua presença, eterno prazer à tua direita.

Moda Guria – Normcore e Jesus

Gurias lindas, como estão? Quanto tempo não sinto o ar da graça de todas vocês hahah. Já ouviram falar de normcore? Essa pegada tem sido mencionada desde de o inverno do ano passado, e teve seu boom com o desfile da Chanel, dentro do supermercado, lembram disso?

O estilo normcore é a despretensão com as tendências e modismos, e o intuito é se sentir confortável. Mas a minha opinião em todo esse estilo é que a expectativa e os bons olhares não vão estar para o seu look, e sim para sua atitude. Entendam, no desfile as modelos protagonizam a si mesmas, o Karl, chefe da Chanel deixou com que todas agissem como elas mesmas. Os casacos tinham furos, elas usavam alfaiataria com tênis, o desfile foi regado de leggins e muito conforto. O desfile foi um arraso, os comentários sem fim, e a lição ficou pra mim sabe? Esses dias eu tava me lembrando desse desfile, e também da pegada normcore.

Jesus não chamava atenção por aquilo que vestia, ou por aquilo que mostrava possuir. Jesus agradava por sua atitude, por seu caráter, por sua presença e por seu espírito manso. Eu sei o quanto sou limitada em não conseguir demonstrar aquilo que é agradável em mim, mas se eu crer que com o Espírito do Senhor, que habita em mim eu possa demonstrar isso, quão bom vai ser sermos “modelos”, testemunhas das atitudes do Criador? Que nossas atitudes e caráter sejam parte do nosso conforto de viver. Deixemos os saltos, as marcas de ego e a vaidade de lado.

1 João 2 – 6. aquele que diz estar nEle, também deve andar como Ele andou.

Em amor ❤

Caso queiram conferir o desfile incrível! (Não é recente, mas vale a pena):

Por Tairine Corina

O perigo da vida virtual!

Andei pensativa sobre “excluir a conta do facebook” depois de uns comentários desagradáveis que recebi, mas sabe acho que excluir não resolveria meu problema o que eu deveria mesmo era mudar as minhas atitudes!

Eu resolvi parar de compartilhar a minha vida no facebook, sabe, tudo que acontece gostamos de “postar”, “curtir” e “compartilhar”, eu tenho vários amigos que moram longe de mim e ai entra um lado benéfico das redes sociais de nos aproximar de quem está longe mas…e quem está perto? Muitas vezes acabamos ficando longe…

A vida é muito mais do que as aparências que o facebook traz, muitos casamentos estão sendo desfeitos, relacionamentos de perto se tornando cada vez mais longe porque estamos preferindo viver a vida virtual, enquanto o real está passando!

Sabe, eu tenho tantos planos ainda, quero viajar, casar, ter filhos, escrever livros e o FACEBOOK me rouba um tempo precioso que eu poderia estar usando para realizar meus sonhos, ele rouba porque eu deixo ser roubada! Eu quero meu tempo de volta! Quero investi-lo no que realmente vai durar, em falar de Cristo, em tomar um café da tarde com a minha família, aproveitar o pôr do sol e a luz e o vento que entra da janela do quarto! Enquanto estamos de olhos vidrados na telinha do celular a vida está passando e estamos com ouvidos tapados com nossos fones e não ouvimos tantas coisas boas que ficam para trás.

O grande perigo da vida virtual é perder a vida real!

Se vocês me verem sumida do facebook e de outras redes sociais não se preocupem, estarei vivendo!

Moda Guria | Tairine Corina

Olá gurias, como estão? E o finde de vocês, tudo certinho?

Vocês tem gostado dos posts sobre moda? Me dêem dicas de temas, textos ou conteúdos para os posts. Quero uma interação maior com vocês!

Vamos lá

Quem somos nós debaixo de toda a maquiagem, acessórios e marcas?

Sabemos o quão sem valor se torna a vaidade diante daquilo que realmente somos, diante daquilo que o Senhor nos transformou. A vaidade não tem valor para nos auxiliar na nossa caminhada cristã, nesse caso pode ser até uma distração para nossos propósitos. No primeiro post falei sobre nos vestirmos corretamente, mediante os padrões bíblicos. Nesse post, não me contradizendo, mas quero que você tire toda a vestimenta que não te faz verdadeira diante do mundo, diante de Deus. Em alguns momentos de nossas vidas passamos uma maquiagem forte para “tampar” nossos erros, ao invés de passarmos um demaquilante para limpar aquilo que nos atrapalha, e que nos deixa sujas. Às vezes, nos cobrimos para que ninguém veja a nossa dor, ou colocamos algo de grande valor terreno em nossos trajes para cobrir o quão pobre estamos das coisas celestiais. É diante de vestimentas e utensílios falsos que devemos escolher a Verdade. Sermos verdadeiras com nossos erros, frustrações e dores, não só diante dos homens mas perante o Senhor que nos conhece, mesmo se estivermos fantasiadas.

Estando nessa Terra somos seres com falhas, que erram e que se machucam as vezes. Ainda não somos seres celestiais, somos dependentes do Senhor, e o mundo quer ver a verdadeira natureza de cada um de nós, e precisam ver que a nossa escolha em estar Nele muda as circunstâncias que nos cercam. Não podemos nos tampar, mas podemos deixar que o Senhor nos transforme (acho que o bom gosto e bondade Dele funcionam melhor que nós para esses casos).

Vamos nos deixar ser a cada dia transformadas por Ele, sem vaidade para cobrir algum erro, apenas misericórdia e graça, nos perdoando e transformando positivamente.

Música que transmite uma ideia legal sobre tudo que escrevi:

Não devemos nos tampar, mas podemos deixar que o Senhor nos transforme!

Por Tairine Corina