Minha História sobre a Espera

Meus pais foram evangelizados pelo médico que fez o meu parto e o do meu irmão (somos gêmeos rs), então tive o privilégio de crescer em um lar cristão e ser ensinada desde pequena a amar ao Senhor.

Mas filho de crente, crentinho não é! rs Então eu tive realmente meu encontro real com Jesus quando eu tinha 13 anos de idade, a partir dai Jesus não era apenas aquele personagem principal das histórias que ouvia na Igreja, Ele era o Personagem principal da minha história, Ele veio e mudou tudo!

Com 14 anos de idade Deus me chamou mais especificamente para servir a Ele de tempo integral (por mais que eu pense que essa é uma tarefa de todo cristão, mas enfim, seria um trabalho mais missionário!).
Comecei a planejar minha vida depois do Ensino Médio e até lá fui me envolvendo com Missões de maneira parcial em viagens e trabalhando em uma missão.

Finalmente aos 18 anos de idade o tão esperado sonho de fazer teologia havia chegado, fui morar em Atibaia no Seminário Bíblico Palavra da Vida onde ficava integralmente por lá. Foram três anos marcantes e muiiiito especiais, tudo que aprendi, que vivi e as pessoas que conheci contribuíram para que tudo fosse ainda mais especial!

Tive experiências missionárias em meus 3 anos lá, porém, uma das mais marcante foi quando fui a Moçambique na África, sabe aquele sonho de menininha? Se tornou real! Pude servir com pessoas maravilhosas e aprender lições valiosas. Me formei em 2012, fiz um curso de Aconselhamento Bíblico em 2014 e estava me preparando junto a uma Missão para voltar para a África e poder dessa vez servir por mais tempo!

Enquanto eu cuidava de me preparar para os MEUS planos, Deus estava me preparando para os SEUS! Nesse curso em São Paulo reencontrei um amigo que estudamos juntos em 2010 no Seminário, ele me contou que estava começando um Projeto Missionário com seu amigo “Diego”, aí tudo começou a mudar…

Desde que me converti Deus colocou o desejo em meu coração de esperar por aquela pessoa a quem um dia entregaria meu coração, os anos passavam e parecia que Deus havia se esquecido um pouco desse lado da minha vida, eu estava com 23 anos formada no Seminário e pronta a ir para a África como Missionária e apesar de estar realizando sonhos também gostaria muito de poder fazer isso com a minha própria família!

Em Agosto de 2014 Deus deu SEU jeito de me apresentar ao Diego, um jovem cristão, servindo a Deus de tempo integral no Ministério e se preparando para ir para o campo missionário, incrível o humor de Deus né? Ele colocou alguém com todas as características que havia sonhado, orado e esperado!

Desenvolvemos uma amizade tão prazerosa e depois de algum tempo já nos conhecíamos como velhos e melhores amigos. Até que o dia havia chegado, eu tremia e sentia aquele frio no estômago, estava tão nervosa! rsrs O Diego se declarou para mim e deixou clara as suas intenções, ambos queríamos um namoro para casar e juntos podermos servir a Deus!

Tudo aconteceu de uma forma tão especial, nossas família, pastores e líderes nos apoiando e abençoando, sentimos a paz de Deus que excede todo o entendimento e sabíamos que estávamos no caminho certo!
Aos meus 23 anos tive meu PRIMEIRO namorado, dei meu PRIMEIRO beijo e se Deus assim permitir ele será meu primeiro e meu último!

Deus tem me dado a oportunidade de ministrar a muitas meninas, compartilhar minha história sobre espera e encorajá-las. Mas o que quero te dizer é que a principal história disso tudo não foi e nem tem sido a que tem acontecido entre mim e o Diego, a principal história é a que acontece entre mim e Deus! E essa também é a sua!

Quero muito encorajar a todas (os) que esperem no Senhor, mas não quero que esperem que Deus faça as SUAS vontades, mas que você espere pela vontade DELE!
A principal lição de tudo isso não foi que Deus me ajudou a esperar e depois me deu alguém para amar, a principal lição foi como eu aprendi e tenho aprendido a ser satisfeita em Cristo. Em alguns momentos da minha vida me coloquei a disposição de Deus, para que se fosse plano dEle que eu ficasse solteira que Ele me ajudasse a ser feliz assim!
Saibam que nada nesse mundo poderá satisfazer você a não ser Cristo! Não espere alguém chegar em sua vida para começar a viver, a sua vida já começou e você deve vivê-la satisfeita em Cristo e vivendo os planos Dele!

Sei que não é fácil, sei mesmo porque vivi momentos de confusão, chateação e tristeza mas Deus me confortou, encorajou e me amou da maneira mais poderosa do mundo que nenhum outro amor poderá superar! Então quero encorajá-la a entregar-se a Esse amor, confiar nEle e viver por Ele!

Deus é mais glorificado em nós quando estamos mais satisfeitos nEle!

(John Piper)

Por Ju Lima

História de amor e obediência!

Gurias venho trazer para vocês hoje uma história de amor e obediência da Mi!
A Mi e eu fizemos o 1º ano de seminário juntas lá em 2010 e hoje posso ter o privilégio de colocar o testemunho dela aqui de como valeu a pena obedecer ao Senhor na área sentimental!
Minha oração é que esse testemunho alcance corações que precisam aprender a obedecer ao Senhor!
Mi e Marcus que o Senhor abençoe a cada dia mais o relacionamento de vocês e que por toda a vida vocês busquem viver os planos do Senhor! Muito obrigada pela história!

Eu conheci o Marcus na faculdade. Meu curso era intenso e muito prático, por isso nos víamos diariamente pessoalmente, fora o telefone e internet devido aos inúmeros trabalhos que fazíamos juntos.

Tudo começou com a amizade, mas com o tempo ela foi se transformando em algo mais, por parte dele. Em junho de 2012 depois de muita timidez e de muito gaguejar ele finalmente conseguiu dizer o que sentia. Eu mal sabia que ali iria começar uma história de amor. O que sabia é que ele não poderia ser correspondido por mim.

A primeira desculpa que veio à mente foi pensar nos estudos, é claro. Não tinha cabeça e nem vontade de namorar, meu foco é nos estudos. Ele então disse que iria “esperar” e eu não levei a sério. O tempo passou, e eu orava pela vida dele como amigo. Pedia a Deus pra que eu fizesse diferença na vida dele, e  pra que ele conhecesse à Cristo através da minha vida.

Faltando pouco tempo para que os estudos acabassem, o Marcus resolveu conversar sobre o assunto “sentimentos” novamente. Os meus já estavam mudando. A cada dia ele vinha me conquistando devagar e com uma simples amizade em que havia respeito, gentileza, companheirismo, entre outros. E mais uma vez eu não sabia o que dizer a ele. E como cristã resolvi tentar ser muito sincera e pedi sabedoria à Deus pra que eu conseguisse expressar de fato os motivos pelos quais eu não poderia me relacionar com ele além da amizade.

Não se ponham em jugo desigual com descrentes. Pois o que têm em comum a justiça e a maldade? Ou que comunhão pode ter a luz com as trevas?
2 Coríntios 6:14

O motivo é claro. A Bíblia, Palavra de Deus é clara. Não era porque ele “só faltava ser crente” como muitas meninas dizem por aí. Era porque por mais que ele tivesse inúmeras qualidades e também um ótimo caráter, ele não tinha o principal. E não ter o principal, é não ter nada, nenhuma razão pra que eu pudesse me relacionar com ele. E o que eu mais pedia a Deus era pra que Ele não entendesse de forma errada. Em momento algum eu disse pra ele que ele tinha que ir pra igreja, porque não é a igreja que salva. Ele tinha que conhecer verdadeiramente Deus e buscá-Lo, só assim ele poderia ter uma vida transformada.

Eu dei um livro pra ele chamado “Você não está aqui por acaso” – Rick Warren, e ele foi lendo o livro, tentando buscar da maneira dele, falando com Deus com o coração sincero, e começou a frequentar mais a igreja católica dos seus pais.

E no dia 1º de fevereiro de 2013, ele me levou pra praia a noite, pois queria conversar comigo. E após sentarmos ele começou a ler uma carta linda, da qual falava de Deus, de mim, de casamento e por fim “Você aceita ser minha namorada?”.  Naquele momento eu tive que respirar fundo e ser muito racional. Porque o meu coração enganoso bateu muito forte e minha vontade era de abraçá-lo e dizer um “SIM” grande e bem alto. Mas eu não pude fazer isso, porque na minha mente vinha a certeza de que essa não era a vontade de Deus pra mim, e que a vontade dEle é “boa, perfeita e agradável” como diz Romanos 12.

Em casa eu chorava, minha mãe chorava, eu sabia que ele chorava e todos nós estávamos sofrendo com a situação. Eu lembrava daquela música infantil “obedecer é mais que importante, é prova de amor, com ALEGRIA eu vou obedecer ao Senhor”. Estava difícil viver essa última frase. Mas com o agir de Deus, depois da obediência, depois do choro, a alegria vem. E depois disso, Deus fez com que o Marcus entendesse de fato que mesmo ele tentando buscar a Deus da sua forma, ainda vivíamos uma vida diferente. A vida dele precisava ser transformada. Ele tomou algumas atitudes com a sua família, que o apoiou. Ele passou a frequentar a minha igreja, e continuamos amigos. Depois de um retiro de carnaval, ele decidiu entregar sua vida nas mãos de Deus. E depois de cinco meses do pedido de namoro, de Deus agir na vida dele, transformar seu coração, de buscarmos juntos a Deus, de orarmos, de pedirmos conselhos aos mais velhos, aos casados, ao pastor, a familia, aos amigos, enfim, Deus foi respondendo nossas orações e principalmente confirmando em meu coração as dúvidas e incertezas que eu tinha. E então eu pude confiar em Deus e me tornar namorada do Marcus.

É maravilhoso viver tudo o que temos vivido hoje como fruto da obediência. A graça de Deus nos cerca, nos ensina todos os dias, nos constrange quando estamos falhos, nos ajuda a levantar, e nos permite sonhar. Sonhar com os planos de Deus pro nosso futuro, sonhar com o casamento que Deus criou para o homem e a mulher.

E assim como na aliança do Marcus está gravada “Valeu a pena te esperar”. Na minha poderia estar “Valeu a pena obedecer”.

O Senhor é bom para com aqueles cuja esperança está nele, para com aqueles que o buscam; Lamentações 3:25

ImagemImagemImagemImagem